PASSARAM POR AQUI VOCÊ E +

domingo, 3 de julho de 2011

Em busca do Ponto G!


Em busca do Ponto G!

Bem, por mais incrível que pareça, ainda tem gente que acredita que o Ponto G não passa de lenda! E eu não estou falando só de homens, não! Tem uma porrada de mulheres que nem sabem o que é um clitóris, quanto mais o que é um ponto G!
Como localizar o Ponto G sem parecer um completo ignorante no assunto?
Bem, em primeiro lugar, saiba que não precisa ficar procurando atrás das orelhas ou sob o queixo de seu anjinho, o Ponto G fica dentro da xoxóta!

Você deve estar se perguntando sobre como é possível nunca ter encontrado este bendito ponto G dentro de um território tão pequetito como a periquitinha de seu anjinho, não é?
A resposta é bem simples: Você nunca se deu ao trabalho de procurar, minha cara!
Pois bem, para localiza-lo é bem fácil e não requer muito esforço, apenas um pouco de sensibilidade nos dedos.

Introduza o dedo indicador dentro da vagina de seu anjinho e retire aos poucos, até mais ou menos a metade do comprimento. Com a ponta dos dedos você vai sentir uma protuberância (este linguajar técnico é um saco!) levemente rugosa, como se fosse uma bolinha de borracha com pequenos sulcos.
Mas não basta apenas achar o Ponto G, é preciso saber faze-lo funcionar!
Diferente do clitóris, que precisa de uma certa ternura e delicadeza nos toques, o ponto G precisa de um pouco mais de pressão na ponta do dedo para ligar o motorzinho de seu anjinho! Mas não é para dar uma de Jagunço e meter o dedo de uma vez, não! Eu falei que precisa de um pouco mais de pressão, não de espancamento!
Comece sentindo o local, vá passando o dedo bem de leve para fazer com que ele fique intumescido (para os ignorantes: inchado) repetindo o movimento num vai-e-vem constante, numa maravilhosa masturbação.

Quando sentir que seu anjinho está ficando vermelhinho de tesão, pare de movimentar o dedo e deixe-o sobre o Ponto G, pressionando como se estivesse apertando uma tecla!
Mas não é uma simples tecla, é a tecla ENTER que abre todas as portas do Paraíso para seu amorzinho!
Com o tempo, depois de uma certa experiência com os dedos, você vai aprender a incendiar seu anjinho com movimentos circulares, podendo também aperta-lo de dentro para fora como se quisesse retira-lo!
Minha amigaaaa, se você souber fazer direito é bom estar preparado para o resultado!
Quando uma mulher tem o Ponto G massageado da forma correta, ela se transforma! Pode apostar que ela vai gemer, pular, arfar igual cachorrinho e vai pedir para parar, quase implorando! Mas quem disse que você vai parar, não é mesmo? Que nada, o lance é tortura-las sem dó ou piedade!!
Porém é bom tomar cuidado com os dedos, sempre cortando as unhas e dedicando um bom tempo para o sabonete. Para uma mulher, não existe nada mais broxante que receber, de uma Zé Ruela de unhas enormes e imundas, uma unhada na periquita! Tem umas tão nojentas que capazes de matar uma mulher de tétano com uma simples arranhada!
No orgasmo comum o corpo fica como se estivesse se arrepiando e o orgasmo é mais... espalhado. Mas quando se tem um orgasmo originado pelo "carinho" no ponto G é muuuuito diferente!


                                  A DIFERENÇA É SÓ ESSA:
A vibração e as contrações são um milhão de vezes mais intensas, e se concentram abaixo do umbigo, em toda a região pélvica, ou seja na barriga e nas costas também, tudo abaixo da altura do umbigo. Chega a um ponto em que não se controla mais o corpo, tudo amolece e você perde a concentração, não coordena os movimentos...
E as pernas? Principalmente as coxas tremem inteiras, de forma que ficar de pé é impossível. Ponto G só deitada mesmo! Porque se fizer de pé a gente não agüenta, as pernas não respondem. Pode parecer horrível perder o controle do próprio corpo, mas não é, pelo contrário, é maravilhoso! Aproveitem, percam a concentração, relaxem e aproveitem a passagem de ida pro Céu.

Um comentário:

ADEMAR AMANCIO disse...

Dizem que o gozo anal no homem,além de ser mais intenso,é múltiplo.a Próstata deve ser o correspondente ao ponto G.